28.11.2018 | 15h25

Educação, política de Estado

“A disputa partidária pelo Ministério da Educação lamentavelmente derrotou a visão da educação como política de Estado. Ficou vencida a ideia inicial do presidente eleito, correta, de nomear um ministro com perfil técnico”, escreveu Maria Paula Dallari Bucci na Folha.

A colunista aponta que os avanços educacionais necessários ao Brasil podem estar em risco por conta da pretensão de um grupo político — apoiado nos resultados das urnas — de impor sua visão particular às práticas educacionais no País. Além de contrariar a Constituição, isso pode acabar com o investimento de longo prazo já feito.


VOLTAR PARA O ESTADÃO