07.01.2019 | 15h03

Eduardo Bolsonaro defende decretos de armas amplos

Eduardo Bolsonaro defendeu em entrevista a um canal ligado a armas no YouTube em que defendeu a retirada, tanto dos decretos de posse quanto de porte de armas, da necessidade de comprovação de efetiva necessidade. Ele defende que a necessidade seja trocada apenas pela declaração –que, como disse, é um “ato unilateral” de vontade, sem necessidade de comprovação. Ele diz que a comprovação foi uma necessidade incluída na legislação pelo PT, contrariando a vontade explicitada no referendo a respeito de desarmamento.

Bolsonaro disse que o PT incluiu a legislação “desarmamentista” como forma de “subjugar o povo”. Na entrevista, o filho de presidente fez a ressalva de que iria falar em seu próprio nome, e não do pai, e que os decretos nem estão prontos. Mas que vai falar com Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro a respeito. Afirmou que não deve haver limites nem a armas nem a munições para policiais.


VOLTAR PARA O ESTADÃO