09.04.2018 | 10h14

Ecos do voto de Rosa

O voto da ministra Rosa Weber no julgamento do HC de Lula suscita e ainda vai suscitar entendimentos diversos, entre eles o de que “o cumprimento de pena após a segunda instância tende a tornar-se regra sujeita a conjunto não desprezível de exceções”, afirma a Folha, nesta segunda, 9.

“Se as instâncias inferiores se lambuzarem de punitivismo, os casos de revisão vão crescer ao longo dos próximos anos e isso poderá justificar mudança na jurisprudência”, prevê Vinícius Mota.


Mais conteúdo sobre:

rosa weberLula
VOLTAR PARA O ESTADÃO