01.03.2019 | 18h42

É preciso enfrentar os gargalos

“O PIB do quarto trimestre deve servir de alerta para o governo e para o Congresso. A economia continua anêmica, sem capacidade de reação. O país não voltará a crescer por inércia. É preciso enfrentar os gargalos e acelerar a agenda de reformas”, escreveu Míriam Leitão no Globo.

De acordo com a colunista, o anúncio de que o PIB brasileiro cresceu 1,1% em 2018 indica que o Brasil ainda não voltou a ser do tamanho que já foi. E que a crise brasileira vai muito além do problema fiscal. Para resolvê-la, o País precisa aumentar a produtividade e a competitividade em diversos setores.


VOLTAR PARA O ESTADÃO