09.11.2018 | 14h56

É para falar com quem?

Depois de ver aprovadas propostas que contrariam os interesses do seu governo, Jair Bolsonaro recebeu a “sugestão” de escolher alguém para cuidar apenas dessa ponte entre sua equipe e o Congresso. De preferência, alguém que tenha mandato parlamentar. Há um consenso que os parlamentares não sabem quem fala em nome de Bolsonaro dentro do Congresso. Não sabem porque essa pessoa simplesmente não existe. Não foi indicada pelo presidente eleito.

O presidente eleito pode ignorar a ideia e espetar o prejuízo na conta do atual governo. Mas aí corre o risco de começar o mandato já devendo antes mesmo de ter sentado na cadeira do Planalto. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO