10.07.2018 | 15h57

‘É óbvio e ululante’

Na decisão em que confirmou a barração da soltura de Lula, a presidente do STJ, Laurita Vaz, criticou a decisão tomada por Rogério Favreto, do TRF-4, que, de plantão na corte, autorizou a libertação do ex-presidente.

“É óbvio e ululante que o mero anúncio de intenção de réu preso de ser candidato a cargo público não tem o condão de reabrir a discussão acerca da legalidade do encarceramento, mormente quando, como no caso, a questão já foi examinada e decidida em todas as instâncias do Poder Judiciário”, disse. /M.M.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO