04.04.2018 | 21h27

‘É guerra’, diz líder do MST

Alexandre Conceição, dirigente do Movimento Sem Terra (MST), ameaçou ocupar “todos os prédios públicos” e “todas as terras”, com “porrada, guerra e luta”, informa a Folha de S. Paulo. A declaração foi feita na manifestação pró-Lula em Brasília, após o voto da ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber, que rejeitou o pedido de habeas corpus do ex-presidente e aumentou o placar para 4 a 1.

No entanto, Conceição oscilou o tom do discurso e chegou a dizer que não estava “chamando ninguém para a guerra” e pregou “paz, democracia, não intervenção militar”.


Mais conteúdo sobre:

MSTPThc de lula
VOLTAR PARA O ESTADÃO