24.04.2018 | 06h26

É dos radicais que eles gostam mais

Henrique Meirelles encontrou na radicalização dos adversários a razão para sua baixíssima performance nas pesquisas: disse que é natural que nesta fase em que as pessoas não estão ligadas na eleição as candidaturas mais “polarizadoras” tenham mais apelo.

Na Amcham, ele voltou a enumerar predicados, como seriedade e competência, que fariam dele um candidato viável, mas admitiu que a situação das candidaturas de centro será definida mais adiante.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO