09.01.2019 | 17h43

É cortina de fumaça?

Sempre que o governo é pressionado por algum assunto que coloque a ética em xeque, tem sido recorrente o surgimento de assuntos polêmicos em outras áreas, como se fossem parte de uma estratégica para desviar a atenção. Jair Bolsonaro ainda segue sendo cobrado pelas movimentações atípicas do motorista Fabrício Queiroz e que não tiveram explicações razoáveis até agora. Além disso, causou grande desconforto entre aliados do presidente a promoção dada pelo Banco do Brasil ao filho do vice-presidente general Hamilton Mourão. Foi o suficiente para que a discussão sobre o conteúdo dos livros didáticos aparecesse e ocupasse papel central.

Assim como a polêmica sobre meninas vestirem rosa e meninos usarem azul ajudaram a trocar a agenda de discussões, a controvertida decisão sobre o conteúdo dos livros didáticos causa barulheira nas redes sociais e garante algum fôlego para o governo respirar nas questões políticas mais complicadas. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO