04.02.2019 | 11h00

Agora é também com o Congresso

“A partir desta semana, a nova agenda econômica deixa de ser ‘propriedade’ do ministro Paulo Guedes, e passa a ser dividida com outros dois personagens, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)”, escreveu Cida Damasco no Estadão.

A colunista destaca a vitória de Alcolumbre, pois afirma que ele ainda não deu pistas claras de como vai encaminhar a questão no Senado.É sabido que Guedes apostou suas fichas na escolha de Maia e Renan. Comemorou em apenas um das casas e, pela aprovação da reforma da Previdência, inicia essa semana uma dura caminhada de convencimento no Congresso.


VOLTAR PARA O ESTADÃO