09.04.2018 | 08h14

Dyogo vê BNDES ‘quadradão’

Com apenas 9 meses pela frente no comando do BNDES, Dyogo Oliveira fala em grandes projetos e mudanças de paradigmas. Em entrevista ao Estadão, o ex-ministro do Planejamento (e ex-número 2 da pasta sob Dilma Rousseff e a “nova matriz econômica) critica a política dos “campeões nacionais”, defende a privatização da Eletrobras e a parceria com o setor privado.

Para ele, o BNDES ainda é muito “quadradão”, e os modelos de financiamento deveriam ser mais flexíveis.


Mais conteúdo sobre:

Dyogo Oliveiraplanejamentobndes
VOLTAR PARA O ESTADÃO