27.07.2018 | 07h53

Duelo para ser o mais reformista

A aposta de Henrique Meirelles é, começada a campanha, atrair o apoio de empresários e investidores pela percepção de que seu discurso é mais reformista que o de Geraldo Alckmin. O raciocínio é feito pelo economista José Márcio Camargo, da PUC do Rio, que coordena o programa de governo do candidato do MDB. Em entrevista à Folha, ele diz que um governo Meirelles será uma continuação do de Michel Temer e propõe que a reforma da Previdência que já está na Câmara seja aprovada nos três primeiros meses.


VOLTAR PARA O ESTADÃO