14.01.2019 | 10h43

Dribles de Battisti na PF

“A novela Cesare Battisti, ao que parece em seus capítulos finais, caminha para um desfecho de saldo vexaminoso para a imagem do Brasil”, escreveu Leandro Colon na Folha. Para o colunista, o fato de a Bolívia ter sido a responsável pelo envio de Battisti à Itália torna o vexame brasileiro ainda maior.

Reportagem do mesmo jornal destaca que nos quase 30 dias em que ficou foragido, Battisti deu diversos dribles na PF, que fez buscas na casa de amigo do ex-presidente Lula, visitou embaixadas para capturá-lo e foi a um barco no rio Amazonas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO