18.10.2018 | 10h28

Doses de polêmica

“Antes de colocar a outra mão na faixa presidencial, Bolsonaro anda metendo as duas mãos em cumbuca. No mesmo dia levantou duas polêmicas com a Procuradoria-Geral da República, em temas delicados: a escolha do substituto de Raquel Dodge, e a proposta sobre o conceito de legítima defesa, para policiais e civis”, escreveu Merval Pereira na Globo.

O colunista aponta as recentes polêmicas acesas por Jair Bolsonaro (PSL) nesta reta final do segundo turno. Um passo em falso do candidato ou de seus aliados é o que pode tirar votos nesta eleição.


VOLTAR PARA O ESTADÃO