12.09.2018 | 16h35

Doria vê rejeição como ‘desencanto’ após renúncia

João Doria tentou explicar porque é o candidato ao governo de São Paulo mais rejeitado, segundo o Ibope. O “desencanto”, segundo o ex-prefeito, não foi com sua gestão na capital, mas sim com a decisão de abandonar o cargo. Ou seja, na visão do tucano, o namoro foi bom, o problema foi o término.

“O desencanto não foi com a gestão, mas foi com a decisão. E eu compreendo até a chateação de algumas pessoas que votaram em mim para que eu cumprisse o meu mandato à frente da Prefeitura de São Paulo. Compreendo e respeito, mas tenho procurado dar uma boa resposta”, afirmou em entrevista ao SPTV. Segundo pesquisa Ibope da última segunda-feira, 10, Doria tem 31% no índice de rejeição.


Mais conteúdo sobre:

João DoriaPSDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO