30.07.2018 | 15h49

Doria é pivô de bate-boca no Novo

Uma crítica feita por Rogério Chequer ao tucano João Doria provocou bate-boca no Partido Novo. O secretário de Assistência Social da Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará, saiu em defesa do tucano e acusou o candidato de seu partido de oportunismo. Ao jornal El País, Chequer disse que Doria prestou “desserviço” à renovação política ao deixar a prefeitura com pouco mais de um ano de mandato.

“Triste ver um membro do meu partido, o Novo, que se diz contra a velha política, atuando como oportunista, usando táticas velhas de ataque baixo a um candidato que claramente representa sim a renovação. Todo meu apoio ao João Doria”, reagiu Sabará (que já foi chamado pela imprensa de “mini Doria”) em mensagem enviada ao BR18. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO