18.10.2018 | 23h11

Doria e França jogam seu futuro

O segundo turno da disputa pelo governo de São Paulo é crucial para as pretensões políticas futuras de João Doria e Márcio França.

Quem vencer, assume o Estado mais poderoso do País e terá o maior contigente eleitoral para administrar. Se qualifica até para concorrer ao Planalto em 2022. Quem perder, dificilmente terá força política para se reerguer. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

#DebateBand
VOLTAR PARA O ESTADÃO