17.03.2018 | 08h39

Dodge sobre novas delações: precisa ter prova

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, usou reunião com os coordenadores das forças-tarefa da Lava Jato em Porto Alegre, no momento em que a operação completa quatro anos, para marcar a diferença com o antecessor, Rodrigo Janot, sobre a colaboração judicial. “Exigir dos colaboradores que não apenas prestem declarações culpando terceiros, mas apresentem claramente os indícios do que afirmam”, sentenciou.

Desde que assumiu, Dodge não selou nenhuma nova delação premiada. /V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO