22.02.2019 | 18h27

Dodge recorre de decisão de Gilmar sobre Paulo Preto

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu nesta sexta, 22, da decisão do ministro Gilmar Mendes de permitir à Justiça novas diligências no processo em que o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza responde por desvios de R$ 7,7 milhões em obras de reassentamento do Rodoanel Trecho Sul, informa a PGR.

Segundo a PGR, a determinação de Gilmar tem “o único objetivo de retardar o andamento processual pelo menos até março deste ano, quando o réu completará 70 anos e o prazo de prescrição do crime cairá pela metade”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO