22.02.2019 | 09h20

Dodge deve manter caso de ministro da 1.ª instância

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, deve pedir que as investigações sobre o suposto “laranjal” do PSL em Minas Gerais permaneça na 1.ª instância. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, solicitou na quinta-feira, 21, para que seu caso fosse analisado no Supremo.

O advogado de defesa Willer Tomaz diz que a PGR está no seu papel constitucional, mas não compete a ela decidir sobre o caso. “A manifestação, portanto, é apenas uma parte do rito processual”, informou a Coluna do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO