22.07.2018 | 11h25

Doações fantasmas ao PDT

Doações de empresas fantasmas ao PDT estão na mira da Procuradoria da República. O presidente da legenda, Carlos Lupi, e o tesoureiro, Marcelo Panella, receberam R$ 500 mil, em maio de 2010, de firmas criadas pelos empresários Samir e Adir Assad, segundo delação à força-tarefa da Lava Jato, informa O Globo.

“Incluindo os R$ 500 mil atribuídos a fantasmas, as contribuições duvidosas somariam R$ 9,4 milhões entre 2010 e 2014. Ciro Gomes se filiou ao partido em setembro de 2015”, diz a reportagem.

 

 

Mais conteúdo sobre:

PDTcarlos lupi
VOLTAR PARA O ESTADÃO