07.02.2019 | 16h12

Do Marcelo: Vaia para Ciro mostra que ferida da oposição não fechou

Ninguém se esquece de como foi conturbado o relacionamento entre os partidos de oposição durante a campanha presidencial. O PT nunca admitiu abrir mão da candidatura presidencial em favor de Ciro Gomes, do PDT, mesmo sem poder contar com Lula. Aborrecido, Ciro criticou durante o PT por sempre querer exercer a soberania na oposição. Já os petistas não perdoam Ciro por não ter apoiado Fernando Haddad no segundo turno contra Jair Bolsonaro.

Agora, num evento da UNE, Ciro foi vaiado e xingado por militantes petistas e rebateu afirmando que não era corrupto e repetindo a frase dita por seu irmão, o senador Cid Gomes, dizendo para os manifestantes: “Lula tá preso, babaca”. A briga mostra que a oposição parece irremediavelmente fraturada em dois dos seus principais grupos. Ciro e o PDT querem liderar um projeto de oposição distante do PT e os petistas querem continuar sendo o principal pólo da esquerda. O racha deixa claro que a crise da campanha não foi superada e a oposição deve permanecer dividida justamente num momento em que precisaria se fortalecer, se pretende fazer frente ao governo de Jair Bolsonaro. /Marcelo de Moraes

https://twitter.com/paulacamara_/status/1093548644685500417


VOLTAR PARA O ESTADÃO