23.05.2018 | 19h14

Do Marcelo: governo subestimou alcance da crise dos combustíveis

O governo foi surpreendido pelo alcance do movimento contra o aumento dos combustíveis promovido pelos caminhoneiros. Quando percebeu o risco de desabastecimento, mostrou todo o seu improviso diante da crise. Propôs uma trégua – recusada – e elaborou uma proposta sem nem saber se terá condição de cumpri-la.

Na verdade, o Planalto tinha calculado apenas a repercussão política negativa provocada pelos sucessivos aumentos da gasolina nos postos. Ou seja, só se preparou para tentar amenizar as críticas dos consumidores irritados com o preço nas bombas. Quando deu de cara com a mobilização dos caminhoneiros, descobriu que a crise era muito pior do que imaginava. /Marcelo de Moraes

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO