16.09.2018 | 18h02

Do Marcelo: Bolsonaro e PT se igualam no radicalismo

A três semanas da eleição, Jair Bolsonaro e os petistas, representados pela candidatura de Fernando Haddad, falam rigorosamente a mesma língua radical. Para Bolsonaro, a eleição só vale se ele sair vencedor. Do contrário, é fraude.

Para o PT, só o partido, sob uma inspiração quase mística de Lula, representa a verdade. E isso inclui articular para que Lula receba um indulto presidencial de Haddad para que deixe a prisão, apesar de ter sido condenado em segunda instância. /Marcelo de Moraes


Mais conteúdo sobre:

Do Marcelo
VOLTAR PARA O ESTADÃO