19.10.2018 | 18h03

Do Fucs: O real objetivo do PT no TSE

Se ainda havia dúvidas sobre as reais intenções do PT ao sobrevalorizar o impacto da divulgação de supostas fake news em favor de Bolsonaro pelo WhatsApp, elas deixaram de existir após o encontro de petistas e aliados com a presidente do TSE, Rosa Weber, nesta sexta-feira, em Brasília. Ficou claro que, na verdade, o que a tigrada quer, ao acusar a campanha do adversário de promover uma hipotética ação ilegal, é tumultuar o processo, levar o pleito para o “tapetão” e deslegitimar uma provável vitória de Bolsonaro. Nunca é demais lembrar que o PT foi a única grande legenda a não assinar acordo contra as notícias falsas proposto pelo TSE.

“É muito grave. Isso é fraude do processo eleitoral”, afirmou Gleisi Hoffmann, presidente do PT, ao sair do encontro no TSE, ameaçando, como sempre, “fazer uma denúncia internacional sobre isso”. “(Com a atuação do TSE) é possível, sim, que se tenha um impacto eleitoral”, disse Juliano Medeiros, presidente do PSOL. “Se o TSE investigar a fraude e evitar uma nova fraude, você pode salvar o processo eleitoral”, declarou o deputado federal petista, Paulo Teixeira, sugerindo que, para ele, tal “salvação” seria o PT vencer o pleito. Só não vê o que está por trás das palavras de Teixeira, Medeiros e Gleisi quem não quer. Ou quem está de má fé. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO