27.05.2018 | 13h44

Do Fucs: O oportunismo eleitoreiro de Bolsonaro

O apoio ao protesto dos caminhoneiros confirma, para quem ainda tinha alguma dúvida, a verdadeira face de Jair Bolsonaro, já bem conhecida dos observadores mais atentos de sua atuação na vida pública. Por trás da imagem do JB paz e amor que ele tenta vender aos incautos, o que se observa é a ação de um “incendiário” que aposta no caos social, como os terroristas de extrema esquerda e de movimentos como MTST e MST, que ele tanto critica (com fundamento).

Por trás de sua propalada conversão liberal, o que se vê é o velho JB estatista e corporativista, que defende privilégios inaceitáveis para grupos de interesse, reproduzindo de forma constrangedora a conduta do PT e de outra organizações de esquerda, seus maiores adversários. Em vez de pensar no Brasil, JB abraça o populismo que nos levou à bancarrota e o mais repugnante oportunismo eleitoreiro praticado pelas esquerdas, dos quais o País precisa desesperadamente se livrar. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO