25.10.2018 | 08h36

Do Fucs: Mano Brown e a demagogia de Haddad

O candidato petista Fernando Haddad faz troça da inteligência alheia ao dizer que concorda com as afirmações de Mano Brown de que “se não conseguir falar a língua do povo, (o PT) vai perder mesmo” e que “falar bem do PT para a torcida do PT é fácil”.

Se quisesse realmente se conectar com o povão fora da bolha petista, Haddad não estaria pedindo orientações a Lula na prisão, não diria que ele foi “condenado injustamente”, não falaria que o PT “provavelmente” envolveu-se com corrupção e não apoiaria o regime autoritário de Nicolás Maduro na Venezuela. Também não afirmaria que a corrupção na Petrobrás foi “falta de controle”, que a reforma da Previdência não é necessária, que promoverá o “desencarceramento” de condenados pela Justiça, etc etc etc. Mas aí Haddad não seria Haddad — e isso, como se sabe, não é possível. / José Fucs


VOLTAR PARA O ESTADÃO