11.09.2018 | 13h03

Divergências na campanha do PSL

O atentado a Jair Bolsonaro (PSL) expôs divergências no comando da campanha do ex-capitão, segundo o Valor. De um lado, os filhos de Bolsonaro e o presidente nacional do PSL tentam manter o controle. Eles resistem a dar protagonismo ao vice na chapa, general Hamilton Mourão (PRTB). Do outro lado estão os militares que apoiam a chapa querem mais destaque para Mourão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO