11.04.2018 | 10h19

‘Discurso pró-mercado não é suficiente’

O presidente do Goldman Sachs no Brasil, Paulo Leme, também entoa o canto das suspeitas do mercado em relação ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), em entrevista ao Estadão. Para ele, que “ter um discurso pró-mercado é uma condição necessária, mas não suficiente para um bom governo”.

“Que o establishment político possa trabalhar com esse novo ator é fundamental. Isso pode até acabar se comprovando possível, mas, para mim, não está claro. É assim: estou planejando voar a dez mil metros de altura e duas vezes a velocidade do som e me aparece um bimotor da Segunda Guerra Mundial”, diz.


VOLTAR PARA O ESTADÃO