07.11.2018 | 06h28

Diplomata na chancelaria

Jair Bolsonaro reafirmou na terça-feira que nomeará um integrante da carreira diplomática para o comando do Ministério das Relações Exteriores. “Será um diplomata. Poderia nomear um militar, mas quero quadro de carreira”, disse em Brasília, na rápida entrevista em que comentou o fato de o Egito ter cancelado uma visita do atual chanceler, Aloysio Nunes como suposta retaliação à sua intenção de mudar a embaixada do Brasil em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém.

Um dos consultores de Bolsonaro para a área internacional é Filipe Garcia Martins, que vai acompanhar Eduardo Bolsonaro numa viagem representando o pai aos EUA. Ele criticou recentemente nomes cotados para assumir a chancelaria, como  Sérgio Amaral, Roberto Abdenur e Rubens Barbosa, conforme relata o Estadão.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO