07.11.2018 | 11h20

Diplomação de eleito pode ser antecipada

A presidência do TSE entrou em contato na manhã desta quarta-feira, 7, com o ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, para sugerir que Bolsonaro antecipe em cinco dias suas prestações de contas, cujo limite é o dia 17 de novembro. Dessa forma, solenidade de diplomaação do presidente eleito seria em 11 de dezembro, um dia antes da data em que Bolsonaro se submeterá a nova cirurgia. A data limite para a diplomação é 19 de dezembro.

Lorenzoni afirmou que irá conversar com o presidente eleito e retomar o contato com o TSE até o meio dia desta quarta-feira, informou a Coluna do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO