03.03.2019 | 18h14

Dinastia Bolsonaro

Para o sociólogo Ricardo Costa de Oliveira, professor da Universidade Federal do Paraná, apesar de ser recente, a família Bolsonaro já pode ser considerada uma dinastia na política brasileira. Em entrevista ao Globo, ele afirma que a política brasileira se organiza em torno dessas famílias e oligarquias.

As três décadas dos Bolsonaros na política ainda não lhes permitiram construir uma vasta rede de contatos, como fizeram outras oligarquias. Por isso, eles colocam a família acima da política partidária, o que produz crise atrás de crise, avalia. “Para eles, os vínculos familiares são mais importantes do que os vínculos partidários. É por isso que eles mudaram tanto de partido e podem mudar de novo”, aponta o sociólogo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO