04.07.2018 | 17h56

Dias pode cortar própria carne com cláusula de barreira

Em sua fala no evento Diálogo da Indústria com presidenciáveis, promovida pela CNI, Alvaro Dias mostrou que pode estar disposto a cortar na própria carne para melhorar a qualidade dos partidos políticos.  O pré-candidato defendeu a importância de cláusulas de barreiras duras, para que exista um número reduzido, mas qualificado de siglas.

Como fazer isso? O presidenciável quer a adoção uma cláusula de barreira de 5% dos votos em nove estados. “Se esse sistema prevalecer, ele continuará a fabricar barões da corrupção”, disse. Isso pode prejudicar o próprio Podemos, partido de Dias. Na última eleição nacional, o então PTN teve apenas 0,74% do total de votos para deputado federal, com 720.878 votos, por exemplo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO