25.09.2018 | 18h14

Diálogo na teoria, ódio na prática

Em recado aparentemente dirigido aos presidenciáveis Ciro Gomes e Guilherme Boulos, o cientista político Fernando Schüler critica a incoerência de quem prega o diálogo na política, mas agride de forma grosseira os adversários em seu discurso.

“Curioso assistir aos mesmos que falam em ‘diálogo’, ‘nova política’ e ‘aposta na democracia’ chamando os adversários de ‘nazistas’ e ‘fascistas'”, afirmou Schüler no Twitter. “A paixão política destrói qualquer senso de autocontradição.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO