27.11.2018 | 07h17

Diálogo de Guedes com a indústria

Paulo Guedes, futuro ministro da Economia prometeu a representantes da indústria na segunda-feira, 26, que manterá um canal de diálogo direto com o setor, segundo reportagem do Estadão. Com isso, ele procurou aplacar as preocupações dos empresários com a sua afirmação de que  o novo governo vai “salvar a indústria brasileira, apesar dos industriais” e a anunciada extinção do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O empresariado propôs a criação do Ministério da Produção, Emprego e Comércio, mas a decisão de incorporar o Mdic ao superministério da Economia, não deve mudar.

Participaram da reunião, realizada na sede do BNDES, sete entidades representando as indústrias siderúrgica (Aço Brasil), têxtil (Abit), química (Abiquim), automobilística (Anfavea), de máquinas e equipamentos (Abimaq), de brinquedos (Abrinq), além da Associação de Comércio Exterior e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O grupo afirmou ter dito a Guedes que não  vê o Mdic como balcão de benesses do governo.“Não pedimos nada”, frisou Marco Polo, presidente do Instituto Aço Brasil.  “Os incentivos que existem foram dados pela Fazenda.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO