04.01.2019 | 23h00

Destaques do dia: Governo bate cabeça

Bateção de cabeça nos primeiros momentos do governo Bolsonaro. As declarações sobre as medidas econômicas feitas pelo presidente tiveram que ser desmentidas por membros de sua equipe ao longo desta sexta-feira. Primeiro foi o possível aumento do IOF. O secretário especial da Receita Marcos Cintra disse no começo da tarde que não haveria aumento do imposto. No final da tarde foi a vez do “bombeiro” Onyx Lorenzoni, que não apenas confirmou que o IOF permanece como está, como também negou outras duas declarações do chefe: não haverá mudança na alíquota do IR e que a idade mínima para aposentadoria, dita que seria de 57 para mulheres e 62 para homens por Bolsonaro, não foi definida ainda pela equipe econômica.


Enquanto o time de Paulo Guedes esquenta a cabeça com o presidente, Sergio Moro encara um desafio complicado logo após assumir como ministro da Justiça e da Segurança Pública. Ele atendeu ao pedido do Ceará para enviar a Força Nacional para ajudar a conter a onda de ataques de criminosos. Na sequência, o Pará também pediu ajuda para combater a criminalidade no Estado.

Foi dia também do governo anunciar qual será seu slogan. Bolsonaro anunciou pela internet que sai o “Ordem e Progresso” de Michel Temer, entra “Pátria Amada Brasil” que será o mote dos próximos quatro anos.

No Congresso, governistas acreditam que o favorito para assumir o Senado é mesmo Renan Calheiros. Já Rodrigo Maia ganhou ajuda de João Doria para tentar convencer o PSDB a apoiar sua reeleição na Câmara. Confira também o retorno do BR18 Comenta, com Vera Magalhães e Marcelo de Moraes debatendo os assuntos da semana!

Quer saber mais? Receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.

Mais conteúdo sobre:

Newsletter
VOLTAR PARA O ESTADÃO