08.01.2019 | 23h00

Destaques do dia: Filho de Mourão vira dor de cabeça

A polêmica da vez do governo de Jair Bolsonaro veio do Banco do Brasil. Até mesmo fãs do presidente torceram o nariz para a promoção do Antonio Rossell Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, logo no primeiro dia de Rubens Novaes no comando do BB. Tanto Mourão quanto Novaes defenderam a decisão e jogaram a culpa da polêmica no PT: teria sido de gestões anteriores a culpa por não terem promovido Rossell antes.

Outra nomeação que ganhou destaque foi a de Murilo Resende Ferreira para coordenação do Inep. Indicado por Olavo de Carvalho, o BR18 mostra que Ferreira chegou a defender a invasão do Congresso em 2016.

A reforma da Previdência teve alguns detalhes revelados no final do dia. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que submeterá ao presidente uma proposta que inclui um sistema de capitalização para quem estiver entrando no mercado de trabalho. E os apelos para que seja votado tudo de uma vez parecem ter funcionado. Não haverá fatiamento, pelo que disse Guedes.

Foi dia também de recuos e de confirmações de medidas relativas às Relações Internacionais. O presidente desistiu de instalar uma base militar dos Estados Unidos no Brasil. Já o Itamaraty comunicou a ONU que o País está realmente fora do Pacto Mundial de Migração, assinado no final do governo Michel Temer. Confira também no BR18: não foi apenas Fabrício Queiroz que “deu cano” no depoimento ao MP. Famíliares do ex-assessor de Flavio Bolsonaro também não compareceram.


Quer saber mais? Receber as principais notícias do BR18 no seu e-mail? É só se cadastrar na nossa newsletter, na caixa que fica na coluna da direita aqui do site.

Você vai receber um e-mail por dia com os assuntos mais importantes sobre a política nacional.

VOLTAR PARA O ESTADÃO