12.08.2018 | 09h17

Desserviço militar

A atual campanha, em vez de reforçar a imagem dos militares, acaba por reforçar estereótipos e preconceitos, graças à atuação de alguns dos candidatos. É o que analisa Eliane Cantanhêde em sua coluna no Estadão.

“Lamentável que a campanha resgate velhos estigmas e preconceitos, como o de que militares são toscos, turrões, alheios ao mundo fora da caserna –uns brucutus”, escreve.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO