06.08.2018 | 10h16

Atacou Marielle e apoia Bolsonaro

A desembargadora Marília de Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio, voltou a ser assunto ao publicar mensagens favoráveis a Jair Bolsonaro (PSL) nas redes sociais. A Folha lembra que esse tipo de manifestação é vedada pelo Conselho Nacional de Justiça.

Marília é investigada pelo CNJ por ter atacado a vereadora Marielle Franco nas redes sociais após seu assassinato e também por declaração sobre a atuação de uma professora com síndrome de Down.


VOLTAR PARA O ESTADÃO