03.04.2018 | 08h13

Deltan vê risco de ‘jogar tudo no lixo’

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, afirmou que a revisão da jurisprudência que indica a prisão a partir da condenação em segunda instância significaria “jogar tudo no lixo”, numa referência aos avanços recentes no combate à corrupção e à impunidade.

Ele disse em entrevista à rádio Jovem Pan que a decisão beneficiaria “poderosos” e citou José Dirceu, Eduardo Cunha e Antonio Palocci. “Isso impacta a vida de cada um de nós”, afirmou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO