30.10.2018 | 19h40

De volta à normalidade do ‘Lula livre’

Passadas as eleições, quando o assunto foi omitido da campanha de Fernando Haddad, lideranças petistas voltaram a pedir pela liberdade de Lula. E não foi apenas o ex-prefeito paulista (que “chorou” ao dizer que gostaria de ter vencido a eleição pelo ex-presidente).

Nesta terça-feira, 30, o o ex-ministro Gilberto Carvalho afirmou que os petistas “tem que tirar Lula de lá” em contraposição ao governo Bolsonaro e defendeu uma campanha nacional e internacional em favor da liberdade do ex-presidente. Mais cedo o ex-chanceler Celso Amorim afirmou que não é necessária uma campanha internacional, mas já articula uma mobilização de lideranças internacionais favorável a Lula.


VOLTAR PARA O ESTADÃO