19.07.2018 | 09h30

De última hora

A temporada de convenções não deve trazer muitas novidades no quesito vice, prevê Maria Cristina Fernandes no Valor. Enquanto o PT ‘enrola’ os eleitores por estratégia, o centrão deixa a escolha de chapa para a última hora porque não consegue fugir da indecisão.

“A exiguidade de uma disputa marcada por candidatos demais e rumos de menos predispõe a surpresas. O eleitor vai assistir a um desfile de cavalos de Troia de onde, fechadas as urnas, desembarcarão as tropas de ocupação”, avalia a colunista.


VOLTAR PARA O ESTADÃO