22.03.2018 | 08h39

De saída, Doria demite diretora por suspeita de propina

Não está suave a reta final de João Doria Jr. na Prefeitura de São Paulo. O prefeito e pré-candidato a governador demitiu nesta quinta-feira a diretora do departamento de iluminação, Denise Abreu, por suspeita de recebimento e repasse de propina oriunda do consórcio que detém contrato de PPP de R$ 6,9 bilhões para gerir a iluminação da cidade.

A acusação atinge um dos cernes do discurso de Doria, que será também replicado na campanha: as parcerias público-privadas e a ampliação das concessões à iniciativa privada. /V.M.


Mais conteúdo sobre:

Eleições 2018pppJoão Doria
VOLTAR PARA O ESTADÃO