23.05.2018 | 08h23

De olho no voto espontâneo

Quando questionado sobre pesquisas e sua perspectiva de ir ao segundo turno, Jair Bolsonaro (PSL) se fixa sobre os bons índices que obtém nas sondagens espontâneas para para projetar suas chances.

E conta uma história: diz que quando atingiu 2% na espontânea, recebeu um telefonema de Roberto Jefferson dizendo que ele iria ao segundo turno. Hoje, com 12% em algumas pesquisas, ele se lembra da conversa com o cacique do PTB e afirma que, se as coisas caminharem nesse ritmo, ele tem boa chance de avançar na disputa. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO