03.07.2018 | 18h25

De Marco Aurélio para Moro

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, repercutiu o recuo que o juiz Sérgio Moro foi obrigado a fazer sobre uso de tornozeleira pelo ex-ministro José Dirceu. “Decisão do Supremo não é passível de aditamento. A ordem foi concedida assegurando ao cidadão liberdade, e tornozeleira cerceia a liberdade”, disse ele, em Portugal, segundo a Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO