06.10.2018 | 21h18

Da Vera: ‘Onda Ciro’ só nas redes

A “onda” de defesa do voto em Ciro Gomes (PDT) como opção à polarização entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) não extrapolou das redes sociais para as pesquisas da véspera do primeiro turno. O pedetista cresceu tanto no Ibope quanto no Datafolha, mas não de forma vigorosa a ponto de ameaçar o segundo lugar de Fernando Haddad, que caiu no Ibope e se manteve estável no Datafolha e aparece com 25% nos dois institutos.

O fato de os votos de Haddad fruto da transferência maciça de Lula virem do Nordeste explica por que eles são menos passíveis de ondas de voto útil vindas principalmente das redes sociais. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO