25.10.2018 | 16h23

Da Vera: o ‘número mágico’

A marca de 60% dos votos válidos passou a ser o objetivo de Jair Bolsonaro (PSL). Já era a marca traçada internamente da campanha e agora coube ao próprio candidato enunciá-la. Ao traçar a meta ele quer inflamar a militância e mantê-la mobilizada, assim como faz quando lembra que nada está ganho ainda.

Mas os 60% são o “número mágico” também por uma razão simbólica: o único a quebrar esta marca desde a redemocratização foi Lula, em 2002 e 2006. Ultrapassá-la faz parte da disputa personalista que Bolsonaro traça com aquele escolhido por ele como antípoda e ajuda a construir sua própria mitologia. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO