29.10.2018 | 18h19

Da Vera: O Acre como microcosmo

Se há uma metonímia da parte pelo todo a ser feita na eleição presidencial de 2018 ela se localiza no pequeno Estado do Acre. Primeira cidadela petista nacionalmente, berço de Marina Silva e dos irmãos Viana, que se alternam no comando do governo há décadas, foi o Estado no qual Jair Bolsonaro colheu sua maior votação relativa no segundo turno.

Bolsonaro superou os 77% dos votos dos acreanos. Já ganhara lá no primeiro turno por maioria absoluta. O PT dos Viana dera 18% a Haddad e a filha da terra ficou em um inacreditável quinto lugar, com 2,5% dos votos válidos em sua casa. Se o sentimento da população por renovação precisava de um simbolismo, eis o Acre para fornecê-lo. / V.M.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO