18.04.2018 | 08h31

Da Vera: Marina tagarela é antídoto a Barbosa

Depois de longos períodos reclusa, Marina Silva pôs-se a falar sobre tudo, todo dia. O que está por trás da súbita mudança de estratégia? Em primeiro lugar, a ex-senadora tomou um energético com a pesquisa Datafolha que a apontou com a primeira depositária de parte dos votos que ficam órfãos sem Lula.

Além disso, ela tenta mostrar que não abrirá mão fácil da cabeça de chapa como chegou a fazer em 2014, com Eduardo Campos. Assim, se precavê do ataque especulativo que já sofre para apoiar Joaquim Barbosa uma vez que a Rede, seu partido, dispõe de menos tempo de TV e estrutura que o PSB. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO