29.09.2018 | 13h10

Da Vera: Haddad, que Constituinte é essa?

Um candidato a presidente que tem grande chance de ir ao segundo turno, segundo as pesquisas, não pode jogar ao vento uma declaração dizendo que vai “criar as condições” para uma nova Constituinte sem dizer como pretende fazer isso. Nem por que, a seu ver, a Constituição, que está em vigor, deve ser refeita.

O Congresso será escolhido juntamente com o primeiro turno, e a declaração do candidato do PT já coloca em xeque suas atribuições. A fala de Haddad, que quer se mostrar moderado aos olhos do mercado, mas endossa o discurso petista de questionar a legitimidade das decisões judiciais, em nada difere daquela do general Hamilton Mourão sobre a Constituinte de notáveis, sem voto. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO